Terça-feira, 17 de Outubro de 2006

Posse da presidência da Direcção da Federação Portuguesa de Desporto para Deficientes

Humberto Santos tomou posse

Criação do Comité Paralímpico de Portugal é prioritária

Federação vai receber 393 mil para preparar Pequim'2008

JORGE PÓVOA


Humberto Santos tomou ontem posse da presidência da Direcção da Federação Portuguesa de Desporto para Deficientes (FPDD), assim como os restantes membros dos órgãos sociais eleitos para o biénio 2006/08. Humberto Santos elegeu como prioridade do seu mandato a criação do Comité Paralímpico de Portugal. "O Comité Paralímpico pode ser um instrumento decisivo para alterar a actual realidade do desporto para deficientes no topo e que depois se fará reflectir na base", sublinhou o novo presidente da FPDD.

Humberto Santos mostrou também abertura para que as associações de surdos venham a estar representadas na futura estrutura paralímpica nacional, admitindo que a questão tem de ser "tratada com bom senso", pois entende que a actual situação - não têm representação na FPDD - é "altamente injusta".

No decorrer da cerimónia protocolar procedeu-se à assinatura do contrato-programa de preparação paralímpica Pequim'2008 com o Instituto do Desporto de Portugal e o Secretariado Nacional para a Reabilitação e Integração das Pessoas com Deficiência, que foi homologado pela secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação, Idália Moniz, e pelo secretário de Estado da Juventude e Desporto, Laurentino Dias. A FPDD vai receber 393.625 euros para a preparação da participação nos Jogos Paralímpicos de Pequim 2008, nos quais os dirigentes do organismo federativo querem atingir 12 lugares de pódio e 9 no primeiro terço da classificação final. A verba prevê 208.125 euros para actividades regulares, 128.590 euros para bolsas dos praticantes e 56.910 euros para bolsas das equipas técnicas.
 

Laurentino Dias defende criação do organismo 
"Coloquei na Lei de Bases o Comité Paralímpico"


O secretário de Estado do Desporto, Laurentino Dias, saudou a posição da nova Direcção da FPDD e assegurou que a actual Lei de Bases da Actividade Física e do Desporto, em discussão na especialidade na Assembleia da República, prevê a instituição do Comité Paralímpico de Portugal. "Vou ao Parlamento dizer que coloquei na Lei de Bases o Comité Paralímpico e disse à federação que até ao final da discussão na especialidade teriam esse prazo para organizar o comité", explicou Laurentino Dias. O responsável governamental lembrou que a FPDD "esteve incapacitada de o fazer antes por não ter os seus órgãos gerentes eleitos", os quais só ontem tomaram posse, mas Laurentino Dias acredita que, a partir da actual posição da federação, defendida ontem mesmo pelo seu presidente, o processo tem pernas para andar. "Irei ao Parlamento transmitir esta informação e caberá ao mesmo a última palavra neste assunto", frisou.

sinto-me:
publicado por vitorinonuno1 às 08:48
link do post | comentar | favorito

.CONTACTOS PARA DIVULGAÇÂO DO MOVIMENTO PARALIMPICO:

MARIA LANITA 932379956 ------------------------- E-MAIL: marketing@fpdd.org

.pesquisar

 

.posts recentes

. Encerramento do BLOG

. 3º CAMPO DE TREINO ANDDEM...

. Atletas melhoram mínimos ...

. CAMPEONATO NACIONAL DE IN...

. Resultados do Campeonato ...

. CAMPEONATO NACIONAL DE IN...

. ...

. CAMPEONATO NACIONAL DE IN...

. DSE Open Championships - ...

. Resultados do OPEN'07

.arquivos

.links

blogs SAPO